30 de jun de 2010

Protesto Mundial Contra o Aborto

Protesto mundial contra o aborto – A defesa da vida não tem fronteiras

A Federação Pro Europa Cristã, com sede em Bruxelas, na Europa, começou a campanha SOSVita, com o objetivo de impedir que se legalize o aborto em Luxemburgo, pequeno país europeu.

O Parlamente de Luxemburgo quer aprovar uma lei chamada “indicação social”, que nada mais é que um Aborto a Pedido, deixando assim as crianças nascituras inteiramente desprotegidas.

Os políticos afirmam desejar deste modo uma redução do número de abortos.

Contudo apenas uma proibição – e não uma liberalização – dos abortos é que poderá diminuir o derramamento do sangue de crianças inocentes.


Juntamente com a introdução da Indicação Social está planejada também a aprovação de um aconselhamento obrigatório. Este aconselhamento obrigatório não impedirá a matança de crianças nascituras e não passa de um mero disfarce.

Todos devemos protestar contra esta planejada liberalização do aborto.

O Instituto Plinio Corrêa de Oliveira apóia esta campanha e convida todos os amigos a se mobilizar contra este extermínio de inocentes que estão querendo fazer tanto no Brasil, como em qualquer parte do mundo.

Não podemos pensar que só porque Luxemburgo está longe de nosso país, não devemos nos importar, qualquer ser humano independente de onde esteja, é precioso para Deus. Portanto qualquer ação que fazemos em defesa da vida é fundamental.
Pedimos a você, que dedique alguns minutos para salvar vidas.
Basta apenas que clique aqui e assine a carta endereça aos parlamentares de Luxemburgo.

O que acontecerá se você não reagir?

O que será permitido de acordo com o novo projeto de lei?

* Mulheres que se encontraram por causa de uma gravidez indesejada „numa situação difícil“ têm o direito de matar seu filho até a 12a. semana de gestação (Art. 12). Essa „situacao dificil“ é definida pela propria mulher. O médico deve apenas exigir uma confirmação escrita da mulher, na qual ela declare que realmente deseja abortar.
Essa assim chamada Indicação Social abre as portas para o "Aborto a Pedido". O número de abortos vai aumentar.

* O médico DEVERÁ esclarecer a mulher sobre as possibilidades e métodos de matar seu filho (Art. 14).

* Está proibido exercer uma influência psicológica ou moral sobre a decisão da gestante“ sob pena de multa ou reclusão de até dois anos. Isso se aplica tambem a pessoas próximas da gestante.

Portanto se o pai não concordar com o assassinato de seu filho corre ele o risco de ser preso.

Não saia desta pagina enquanto não tiver levantado sua voz em defesa da vida.


Fonte: SOSVita

14 de jun de 2010

Santuário realiza 32ª Peregrinação Nacional das Crianças a Fátima







Fátima viveu de novo um dos seus momentos mais bonitos do ano 





Uma multidão imensa de crianças, acompanhada pelos seus catequistas, e muitas, muitas famílias estiveram a 10 de Junho em Fátima a participar na Peregrinação das Crianças, um momento particular e especial que se vive anualmente neste santuário de Maria em Fátima.
Os números oficiais apontam para a presença de cerca de 200 mil peregrinos no Santuário na missa das 11:00, celebrada no Recinto de Oração, dos quais mais de trinta mil eram crianças. Além deste grande grupo de âmbito nacional, seis outros grupos de peregrinos, vindos da Irlanda, de Itália e de Portugal, anunciaram a sua participação nesta eucaristia.
Integrada nas Celebrações do Centenário do Nascimento de Jacinta Marto, vidente de Fátima, a Peregrinação das Crianças procurou mostrar aos mais novos este exemplo concreto de uma vida de entrega e dedicação aos outros e de grande amor e oração pela Igreja. Também não foi esquecido que este ano se celebra o décimo aniversário da beatificação de Jacinta Marto e de seu irmão Francisco Marto.


O presidente da Peregrinação das Crianças foi D. Manuel Clemente, bispo do Porto. Concelebraram com ele a missa da peregrinação o anfitrião, D. António Marto, bispo de Leiria-Fátima, e 160 sacerdotes. Como exortação principal, em palavras ao jeito das crianças, D. Manuel Clemente pediu aos mais novos que escutem o Céu, que escutem a Deus, e que ofereçam as suas vidas aos outros e a Deus.
“Mesmo na oração o mais importante é escutar, escutar a voz de Deus, que nos fala no tempo, que nos fala nos acontecimentos, que nos fala em Jesus. Lembrar alguma palavra do Evangelho: escutar. Quem começar por aqui, começa bem, começa pelo próprio Deus e assim não nos podemos enganar (…) Vocês só ganharão aquilo que oferecerem. Só quando nós aprendemos com Jesus, e aprendemos com Maria e aprendemos com os Pastorinhos a entregar a nossa vida para louvor de Deus e bem dos outros é que nós, verdadeiramente, a ganhamos e a garantimos, porque a caridade, que é outro nome desta oferta, essa nunca acabará”, disse, durante a homilia.


Após a homilia, num jardim cheio de flores que as crianças tinham oferecido a Nossa Senhora, uma flor gigante, em tela, “plantada” no espaço em frente do altar construído propositadamente para a peregrinação e diante das crianças que foram convidadas a subir para a escadaria da Basílica, mostrou de forma mais evidente o que significavam as duas principais palavras e pedidos lançados na homilia, como que desafios às crianças para embelezar e perfumar o mundo. Em cada pétala um apelo a “Escutar” e “Oferecer”: acolher, respeitar, amar, rezar, ajudar, sorrir, perdoar, trabalhar, conviver, consolar, obedecer e partilhar.
No final da Missa, D. António Marto voltou a relembrar as palavras do bispo do Porto durante a homilia, Escutar e Oferecer, e chamou a atenção para o essencial a reter: “Devemos escutar a Deus e oferecer o nosso coração e a nossa vida a Deus, como fez a Jacinta, para que a nossa vida seja bela”.
Apesar do tempo frio e chuvoso do dia antecedente e de uma manhã igualmente cinzenta, crianças de todo o país foram trazidas a Fátima, e, com a sua alegria, entusiasmo e cor, bem visível nas camisolas e nos bonés de todas as cores, transformaram o Recinto do Santuário de Fátima num enorme jardim, num grande espaço de festa, a festa do centenário do nascimento da Jacinta e a “festa do encontro com o nosso amigo Jesus”, como foi anunciado ao início da manhã na Capelinha das Aparições.
Além daqueles que viajaram nos seus veículos particulares, do norte ao sul do país, rumaram em direcção a Fátima - alguns saíram bem cedo de suas casas – 676 autocarros. De acordo com informação da GNR, na manhã de 10 de Junho, treze dos catorze parques de estacionamento do Santuário de Fátima estavam ocupados a 100%. O parque nº 14 esteve ocupado a 85%. Alguns grupos estacionaram nos parques de instituições religiosas em Fátima.


Mesmo no final da Missa, para grande alegria das crianças, foi distribuída a prenda-surpresa. Este ano foram oferecidos pelo Santuário de Fátima um rosário e um livro de leitura enriquecido com propostas para actividades. Intitulado “Jacinta, um coração de ouro”, palavras do pai da vidente para a descrever, o livro é da autoria de Maria Emília Carreira, com a colaboração do Padre José Henrique Pedrosa para as actividades e de Inês do Carmo para as ilustrações.
Coro infantil do Santuário voltou a en (cantar) na Peregrinação das Crianças
A Schola Cantorum Pastorinhos de Fátima, coro infantil do Santuário, voltou ter a responsabilidade da animação musical da Peregrinação das Crianças, sob a direcção do maestro e professor Paulo Lameiro.
Este coro acaba de editar o trabalho “Um coração bonito”, em grande parte com cânticos que têm por tema a vida e o testemunho dos três videntes. Acompanha o CD um livrinho com os textos de alguns cânticos usados nas peregrinações das crianças.
Ao órgão para este trabalho João Santos. No saxofone e soprano Alberto Roque.
Nesta Peregrinação, na noite do dia 9, durante a recitação do Rosário e na adoração do Santíssimo Sacramento, o Coro Infantil da Paróquia de Mangualde fez a animação musical das celebrações. Na manhã do dia 10, antes da recitação do Rosário, este mesmo coro cantou vários cânticos, num momento que foi designado “Louvar com Maria”.
LeopolDina Simões, Sala de Imprensa do Santuário de Fátima
Sala de Imprensa do Santuário de Fátima