26 de dez de 2013

Keep calm and Papai Noel não existe!

Não vamos estragar a vida dos nossos filhos se desmitificarmos a magia do Natal, mas sim se os deixarmos crescer sem esperança e sem Deus.

O artigo seguinte foi publicado originalmente na edição árabe de ZENIT como resposta a algumas perguntas de leitores. A resposta é bem-humorada, mas aborda "a séria questão da fé em Cristo".
Um leitor nos perguntou: “Vou estragar a infância do meu filho se contar a ele que o Papai Noel não existe?”.
A resposta para esta pergunta não requer uma especialização em teologia, como vocês podem imaginar. Mas vale a pena respondê-la para refletirmos melhor sobre o significado do santo Natal, questionar alguns escrúpulos infundados e salvaguardar o que é essencial.
A minha resposta é sim, revelar que o Papai Noel não existe vai estragar a magia da infância dos seus filhos. Mas só se o Natal, para eles, for apenas uma questão de presentes e de contos e lendas. Vai estragar a infância dos seus filhos se o Papai Noel for "o único mediador" do afeto em família, o único elemento de surpresa e a única novidade que encerra o ano. Vai estragar a infância dos seus filhos se eles foram criados com a ideia de um deus carrasco, inquisidor, inspetor, que tudo vê (ou pior, que só vê os pecados). Um Jesus que vem castigar você de noite, etc. Neste caso, se você matar o “Bom Velhinho”, vai arruinar o último totem do Natal dos seus filhos.
Já se você quiser abrir para eles um "caminho melhor", a minha resposta é não, absolutamente não vai estragar a infância dos seus filhos se contar a eles que o Papai Noel não existe.

2 de dez de 2013

BRINCANDO E LOUVANDO COM AS CRIANÇAS

“Tudo o que respira louve ao Senhor!” (Sl 150, 5c) Essa foi a motivação maior que levou Ana Paula e Sérgio Speri a partilharem esse trabalho que há algum tem vem desenvolvendo.
            Ana Paula trabalha na evangelização infantil desde seus onze anos e a partir de 2007 está na coordenação estadual do Ministério para Crianças no Estado de São Paulo. Sérgio Speri a tem acompanhado desde que assumiu a coordenação estadual, especialmente nos encontros de formação realizados nas diversas dioceses do Estado de São Paulo.
            A partir destas formações surgiram brincadeiras de louvor que neste livro são apresentadas aos pais, avós, catequistas, evangelizadores, enfim, a todos que se dedicam evangelização infantil.

            Toda criança respira. Se tudo o que respira deve louvar ao Senhor, a criança também deve louvar ao Senhor, um louvor tão puro e poderoso que o salmista chega a dizer: “Da boca das crianças e dos pequeninos sai um louvor que confunde vossos adversários, e reduz ao silêncio vossos inimigos”. (Sl 8, 3) 
  
 

Os interessados poderão entrar em contato pelo e-mail sergiosperi@ig.com.br ou diretamente com a editora: http://www.livrariacomdeus.com.br/